sábado, 11 de agosto de 2012

More than this - Cap. 2 / 1ª Temporada


                                                    "TOMAR UM RUMO DE VIDA"


                                                               VOCÊ ON

Eu e Jennifer saimos do aeroporto e pegamos um táxi juntas. Não tirei o olho um minuto da janela, fiquei admirando a cidade o tempo todo. O táxi largou Jennifer em casa e nós ficamos de sair nos próximos dias.

Cheguei no hotel e fui pro quarto matar a saudade da minha mãe. A gente ficou meia hora conversando sobre Londres e depois saímos pra jantar.

(3 dias depois...)

Daqui a dois dias vamos voltar pro Brasil e eu estava triste com isso. Aff eu queria ficar aqui, essa é a cidade perfeita, por mim eu não iria embora. Eu e a Jennifer viramos melhores amigas, ela me mostrou toda a cidade, conheço Londres o suficiente pra ficar.

Estava na casa da Jennifer jogando vídeo game, era bom ficar na casa dela, já que ela mora sozinha e podíamos fazer o que quisemos. Ela pausou o vídeo game e olhou com cara de dúvida.

Jennifer: Por que você ta triste?
Eu: Quem sabe por que daqui a dois dias eu volto pro Brasil - disse sentando na cama -
Jennifer: Isso por que você quer, tenho que certeza que se pedisse pra sua mãe, ela deixaria você ficar, afinal já completou 18 anos né! - disse séria -
Eu: Você acha que ela deixaria?
Jennifer: Eu tenho certeza - disse sorrindo maliciosamente -
Eu: Será? Bom vou pra casa. Depois eu te ligo.
Jennifer: Ok.

Sái da casa dela e Jennifer continuou jogando.

Então, sabe quando alguém fala pra você que não existe algum lugar que seja perfeito? Pois é, é mentira. Londres é perfeito. To aqui a poucos dias e já notei que tudo aqui é encantador, é a cidade que eu sempre sonhei. Mas pra variar, eu não moro aqui, eu moro no Brasil né. Já completei meus 18 anos e já terminei o colegial, então eu e minha mãe resolvemos vir pra cá, mas eu estou pensando seriamente em ficar, como a Jennifer disse. Já tenho 18 anos mesmo e meus poucos amigos do Brasil estão tomando diferentes rumos de vida, então eu quero tomar o meu. Já me decidi, quero ficar aqui, morar aqui e conhecer gente nova. Agora só falta convencer minha mãe de que eu já sou bastante independente pra morar sozinha.

Cheguei no hotel e fui pro nosso quarto, minha mãe estava sentada na beirada da cama lendo uma revista.

Eu: Oi mãe, podemos conversar?
Mãe: Podemos sim, filha. Aconteceu alguma coisa?
Eu: Não... Só que... Eu andei pensando... Se eu poderia...
Mãe: Desembucha menina.          
Eu: Olha só, eu gostei muito desses dias que a gente passou aqui, Londres é perfeito, as pessoas são muito simpáticas e eu me adaptei tão rápido. Até já conheci uma menina, ela se chama Jennifer e nós estamos nos dando super bem!
Mãe: Onde você quer chegar com isso, SeuNome?
Eu: É o seguinte, eu quero ficar aqui.
Mãe: Ta, nós ficamos mais uns dias.
Eu: Não, eu quero ficar aqui, morar aqui, pelo menos o resto das minhas férias, que são bem longas. E além disso, eu já tenho 18 anos e já tenho carteira de motorista. Sou responsável!
Mãe: Ah, eu não quero ter que mandar em você, afinal, já tem 18. Então eu deixo, pode ficar aqui. – falou meio indecisa - Mas tem uma condição.
Eu: AI MÃE TE AMO, TE AMO, TE AMO. PODE FALAR, FALA LOGO.
Mãe: Eu quero que você arranje um emprego, não importa qual. Eu posso até depositar dinheiro pra você todo mês, mas eu quero que pelo menos tente se bancar sozinha.
Eu: Ah tudo bem, sem problemas! Agora eu vou indo, vou ligar pra Jennifer pra eu contar a novidade, quem sabe eu até possa ficar na casa dela antes de comprar uma casa!

Saí correndo ligar pra Jennifer. Liguei umas 3 vezes e ela não atendeu. Resolvi ir até a casa dela. Fui andando bem calma por fora, mas muito feliz por dentro. Aquilo era um sonho pra mim.

Era umas 15h da tarde e as ruas tavam calmas até. Fui olhando atentamente cada canto dos muros pra ver se não tinha nenhuma oferta de emprego. Avistei um cartaz grande escrito “PRECISA-SE DE AJUDANTE”, cheguei mais perto e vi que era pra trabalhar numa padaria. Gostei. Com 12 anos eu vivia na padaria da minha tia ajudando ela com os pães, acho que vou me dar bem. Anotei o número e deixei pra ligar depois de ir visitar a Jennifer e falar as novidades.

 (...)

Cheguei no hotel e subi correndo pro quarto. Eu estava eufórica, estava tudo dando certo! Vou ficar aqui em Londres, consegui um emprego e Jennifer disse que me acolheria na casa dela por algumas semanas! Abri a porta correndo e fui correndo falar com a minha mãe na cozinha.

Eu: MÃE! MÃE! MÃE! EU CONSEGUI! TA DANDO TUDO CERTO!
Mãe: Calma, filha! Calma! Conseguiu o que?
Eu: Eu consegui um emprego!! E a Jennifer disse que eu posso ficar com ela por algumas semanas até achar uma casa legal! Isso não é demais? Eu amo Londres!
Mãe: Que legal filha!! Onde conseguiu o emprego?
Eu: Numa padaria, eu liguei e hoje mesmo eu fui lá ver como funcionava e ele disse que me adorou!
Mãe: Sério? Que legal! Parabéns, meu amor! Mas você vai trabalhar sozinha por lá?
Eu: Não, o dono me disse que eu vou trabalhar junto com um menino chamado Harry.
Mãe: Ah é? E quando você começa?
Eu: Amanhã.

8 comentários:

  1. Too amandoo, e pensando como ela vai se encontrar com o harry.U.U

    ResponderExcluir
  2. Ai meu deus que legal!!!!!! AMEI

    ResponderExcluir
  3. ameeeeeeeeei amei amei

    ResponderExcluir
  4. Bom, só uma coisa, e o visto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha entao, eu n sou dona nem adm da page, mas como é apenas uma fic (que por sinal ta maravilhosa) nao da pra ficar entrando em mts detalhes, eu to falando isso pq tbb escrevo haha, (leia isso em um tom fofinho pq eu n quero ser grossa ok?)
      Malikisses

      Excluir
  5. aaah q perfeito ! <3
    day~

    ResponderExcluir